Situação da conectividade em 2015: um relatório sobre o acesso global à Internet

Situação da conectividade em 2015: um relatório sobre o acesso global à Internet, o segundo estudo anual do Facebook, analisa de perto a situação atual da conectividade à Internet em todo o mundo, como se alterou desde 2014 e como podemos usar os dados identificados para gerar novas informações.

No fim de 2015, as estimativas mostraram que havia 3,2 bilhões de pessoas online. Esse aumento (em comparação com os 3 bilhões de 2014) é parcialmente atribuído aos dados mais acessíveis e à elevação global da renda em 2014. Nos últimos 10 anos, a conectividade aumentou em aproximadamente 200 a 300 milhões de pessoas por ano.

Embora seja uma boa notícia no que diz respeito ao crescimento, significa também que 4,1 bilhões de pessoas em todo o mundo ainda não eram usuárias da Internet em 2015.

As quatro principais barreiras ao acesso à Internet são:

  • Disponibilidade: proximidade da infraestrutura necessária para o acesso.
  • Custo acessível: o custo do acesso em relação à renda.
  • Relevância: um motivo para o acesso, como conteúdo no idioma principal.
  • Facilidade: a capacidade de acessar, incluindo habilidades, consciência e aceitação cultural.

De modo a resolver as barreiras contra a conectividade, as empresas, os governos, as ONGs e as organizações sem fins lucrativos precisam trabalhar em conjunto para continuar colhendo dados mais precisos sobre a situação da conectividade global e desenvolver padrões globais para coletar, informar e distribuir esses dados.

Por exemplo, o Facebook está trabalhando em colaboração com o Center for International Earth Science Information Network (Centro da Rede Internacional de Informações Científicas da Terra), da Universidade de Colúmbia, para criar mapas detalhados representando a distribuição da população em 20 países. Esses mapas foram criados por meio de novas técnicas de aprendizado de máquina e apresentam a estimativa mais precisa da distribuição e do estabelecimento populacional disponível até hoje.

Figura 1A: Distribuição populacional atual (Gridded Population of the World Dataset – GPW) de uma região litorânea do Quênia.

Figura 1B: Novas estimativas do Facebook da distribuição populacional, com base no processamento de imagens de satélite de terceiros, da mesma região apresentada na Figura 1A.

Esses dados nos darão uma melhor compreensão de como as populações estão distribuídas, para que os governos e outras instituições possam priorizar investimentos em infraestrutura, começando com transporte, saúde e educação. Podem também ajudar nos tempos de resposta a emergências e outros desastres, além de aumentar nosso conhecimento sobre o impacto ecológico do crescimento.Os dados de distribuição populacional ajudarão também a orientar o Laboratório de Conectividade do Facebook.E a identificar os tipos de projetos para priorizar e apoiar desenvolvimentos direcionados.Este ano, o Facebook tornará públicas as estimativas populacionais detalhadas.Por meio do desenvolvimento de relatórios como o da Situação da Conectividade, combinado com uma colaboração mais ampla com o setor e além dele, esperamos resolver as principais barreiras ao acesso e, em breve, derrubar as barreiras digitais.Leia o relatório Situação da Conectividade completo aqui.Leia mais sobre o mapa baseado em dados da distribuição populacional aqui e aqui.

Mais publicações

Facebook © 2017 Powered by WordPress.com VIP